Pular para o conteúdo principal
Dicas para evitar proliferação de mosquitos e outros insetos

Casa cheia de mosquitos? Evite a proliferação de insetos

Cuidar da casa não serve apenas para melhorar a identidade do lar, influencia também na saúde melhorando consideravelmente a qualidade de vida no ambiente. Além de evitar a manifestação de reações alérgicas a pó, ácaro e outro alérgenos, pode ajudar a diminuir a proliferação de mosquitos. Eles transmitem doenças assim como também podem contaminar os alimentos com apenas alguns segundos de contato.

Por isso, listamos alguns cuidados que você deve incluir na sua rotina de limpeza se quiser evitar doenças como a dengue, chikungunya, zika e algumas infecções alimentares.

 

Como acontece a proliferação de mosquitos

Um dos mosquitos que mais causam medo quando falamos de proliferação é o Aedes aegypti, o transmissor de males graves e que podem levar até a morte. Ele possui um ciclo de vida dentro da média em relação a outros mosquitos, então o utilizamos como exemplo. 

A proliferação acontece em 4 etapas: ovo, larva, pupa e adulto. Dentro das condições propícias, o período necessário para o desenvolvimento completo do mosquito é de no mínimo 10 dias. Porém, mesmo que as condições não sejam ideais, ainda há a possibilidade de nascer mosquitos. É aí que entra a necessidade de acabar com a proliferação na sua rotina de limpeza. 

A fêmea do Aedes aegypti deposita os seus ovos na parede de um criadouro com a água parada, bem próximo a ela. Eles só eclodem quando entram em contato com a água, e é por isso que nos períodos de chuva aumenta a proliferação, pois é o que eleva o nível de água nesses criadouros. O problema dos mosquitos é a resistência que os ovos possuem. Eles podem sobreviver por até 450 dias e em condições extremamente secas, esperando apenas pelo próximo contato com água para eclodirem para a fase larva. 

Em alguns dias de contato com a água, a larva se alimenta dos nutrientes presentes nela até atingir a fase pupa. Nesta fase ela diminui a movimentação e fica mais próxima a superfície, onde estará pronta para voar ao atingir a fase adulta. O ciclo completo você pode assistir no vídeo abaixo:

 

Como limpar a casa e interromper a proliferação

Além das dicas comuns que já conhecemos pelas campanhas do Ministério da Saúde, a fim de evitar qualquer forma de deixar a água parada, a limpeza da casa também pode acabar com os ovos depositados e interromper o ciclo de vida dos mosquitos. 

Limpar com frequência diária, varrendo e passando pano para acabar com restos de comida, manter pias e bancadas secas e retirar o lixo todo dia é o básico para evitar mosquitos, moscas e formigas. Utilizar vinagre de álcool é o que faz diferença na limpeza. 

Basta misturar dois copos de vinagre para um balde de água e passar um pano no chão, pias e bancadas para acabar com os ovos depositados. Nas bancadas e pias você pode até utilizar o vinagre puro. Para borrifar no ambiente, basta diluir uma quantidade igual de vinagre em relação a água. 

 

Como afastar mosquitos e moscas

Como alguns ambientes fogem do seu controle, ou às vezes não há tempo o suficiente para limpar todo dia, você pode investir em soluções para repelir os mosquitos. É menos eficaz, mas ainda funciona na prevenção de doenças e pode não ser agressiva ao meio ambiente.

Os produtos à base de citronela agem como um repelente natural de moscas e mosquitos. As velas repelem enquanto queimam, e possuem o mesmo efeito de passar o óleo de citronela nas lâmpadas para exalar o cheiro quando acesas. Há também sprays odorizadores, mas duram menos tempo no ambiente. Criar uma armadilha para mosquitos também pode ajudar a repelir por até duas semanas. 

Corte uma garra PET um pouco acima do meio e separe as duas partes. Misture 200ml de água quente com 50g de açúcar mascavo e deixe esfriar. Depois disso, coloque a mistura dentro da parte de baixo da garrafa e tampe-a invertendo o gargalo para que ele fique como um funil. Adicione 1g de fermento biológico para pães à mistura, sem precisar mexer. Revista somente a parte externa da garrafa com um pano preto e pronto. Basta colocar a armadilha em algum canto da casa.

 

Telas mosquiteiras nas portas e janelas, véu mosquiteiro sobre as camas e cortinas mosquiteiras entre os ambientes ajudam a manter os mosquitos fora de casa. E elas podem ser fabricadas especialmente para caber onde você precisa e em diversos materiais como fibra de vidro, nylon, alumínio, inox, aço galvanizado ou PVC.

Você também pode checar frequentemente o mapa de proliferação de mosquitos no site do Climatempo, basta clicar aqui (selecione MAPAS INTERATIVOS e embaixo PROLIFERAÇÃO DE MOSQUITOS).

 

Para lhe ajudar na proteção básica e lembrando que o uso de Telas Mosquiteiras é uma das recomendações de saúde da Organização das Nações Unidas para o controle de doenças como a dengue, malária, febre amarela, zika, chikungunya e outras transmitidas por mosquitos, preparamos um conteúdo bem especial.

Clique no link abaixo e saiba mais sobre os tipos de Telas Mosquiteiras e qual é a indicada em cada situação: